Saúde e Saneamento Rural

Cronograma

Acompanhamento das atividades

Progressos avaliados até 04/11/2022

Meta 1. Seleção dos participantes

Etapa 1.1 Seleção das famílias de produtores rurais

Foram selecionadas 50 famílias de produtores rurais da zona rural do município de Linhares no distrito de Farias. Inicialmente foram selecionados produtores em conjunto com a secretaria municipal de assistência social, utilizando critérios objetivos de vulnerabilidade social, impacto ambiental na app hídrica, saneamento básico e regularização fundiária conforme matriz de priorização abaixo:


Foram priorizadas as 50 propriedades que apresentarem a maior pontuação nos critérios pré-estabelecidos.

As comunidades apresentam em sua grande maioria pequenas propriedades rurais com média de 5 pessoas por família, levando a escolha da tecnologia de tratamento de esgoto unifamiliar com processo de tratamento aeróbico, que atende de forma mais barata e eficiente as comunidades escolhidas.

Após a elaboração da lista com os produtores rurais selecionados para participar do Projeto, foi feito um planejamento de mobilização, com estratégias individuais, e principalmente através de lideranças locais e associações de moradores e
produtores, visando o maior engajamento dos produtores, principalmente através da educação e conscientização ambiental.


Etapa Concluída

Progresso
100%

Etapa 1.2 Reuniões de Mobilização Coletiva

Foram realizadas duas reuniões, com todos os produtores selecionados na região em local contratado apropriado para este tipo de evento, respeitando suas especificidades de melhores dias e horários para a maioria do público-alvo.

Foi adotada a metodologia de convite em parceria com as associações de moradores e produtores rurais locais, e lideranças identificadas no distrito de Farias.

Foram elaborados e distribuídos folhetos informativos e tira dúvidas sobre o projeto, assim como cartazes informativos em locais de grande circulação nas comunidades, como associações, sindicatos, mercados, padarias, igrejas, dentre outros, permitindo um maior alcance de informação aos produtores, para que o engajamento se dê por um processo informativo e educativo, baseado no princípio da educação como práxis (ação – reflexão – ação), de esclarecimento das ações aos produtores rurais.

 

Etapa Concluída
Progresso
100%

Etapa 1.3 Visitas de mobilização individual

Foram realizadas visitas técnicas na região do projeto, com elaboração de relatórios fotográficos, caracterização regional, demandas locais para elaboração de mapas com detalhamento e descrição das regiões prioritárias para seleção das propriedades rurais, com identificação das nascentes e áreas de APP. Essas informações foram utilizados para a elaboração dos mapas da Bacia Hidrográfica, mapas viários.


Os produtores rurais selecionados serão contactados por telefone para agendamento da visita técnica nas propriedades rurais com duração de duas horas, para explicar com maior detalhe o programa, o cronograma, as atividades e as responsabilidades mútuas que envolvem o processo de instalação e manutenção da Unidade de Tratamento de Esgoto Individual.


Dos 100 produtores selecionados junto as secretarias municipais de saúde e assistência social do município, serão selecionados nas visitas individuais as propriedades com maior potencial de instalação, levando em consideração disponibilidade de área, energia elétrica e interesse do produtor. Buscando seguir ao critério de maior facilidade de aceite, ou seja, aqueles produtores que se mostraram (nos encontros coletivos) mais dispostos a participar das ações propostas, serão visitados primeiro.


Ressalta-se que esse critério de facilidade de aceitação se mostrou bastante prático e eficaz em trabalhos semelhantes, revelando que alguns dos produtores mais resistentes podem tender a participar, após o aceite de seu “vizinho”. Na visita de mobilização, deverão ser feitas as explicações sobre os procedimentos, esclarecimento de dúvidas, ajustes e adequações das propostas e solicitação de consentimento. As primeiras visitas individuais terão duração média prevista de 2h com os objetivos principais de derrubar barreiras comuns nesses casos com as famílias dos produtores e coletar as informações mais básicas e gerais da pesquisa, como os documentos dos produtores rurais que já o possuírem, além das ideias desses e de suas famílias para o planejamento da propriedade.


Também serão coletadas informações a respeito de disponibilidade de local para instalação das unidades de tratamento, e tipo de solo, assim como disponibilidade de energia elétrica para ligar os equipamentos, assim como a presença de tubulações existentes. Essas informações irão subsidiar a localização de instalação e dimensionamento dos projetos para cada propriedade.

 

Etapa Concluída

Progresso
100%

Meta 2 Conscientização e Educação Ambiental

A meta 2 foi concluída com a execução das seguintes atividades:

Etapa 2.1 Realização de Palestras

Foram realizadas palestras em Linhares junto à comunidade rural com foco de conscientização e educação ambiental e para apresentação Unidade de Tratamento de Esgoto Individual, abordando operação, manutenção e regras práticas para limpeza do sistema de tratamento.

 

As palestras terão duração de 4 horas com foco no uso consciente da água, e principalmente nas ações voltadas para redução da poluição ambiental, através do tratamento do esgoto e manutenção da tecnologia adotada, fundamental para sustentabilidade do projeto. Foram elaboradas cartilhas com informações de uso consciente da água e metodologia de instalação e manutenção das unidades de tratamento de esgoto unifamiliares.

 

Etapa concluída

Progresso
100%

Meta 3 Implantação e Monitoramento da Unidade de Tratamento de Esgoto Individual

Etapa 3.1 Implatação da Unidade de Tratamento de Esgoto Individual

O projeto foi realizado com a instalação Unidade de Tratamento de Esgoto Individual. Será realizada uma orientação técnica e acompanhamento na execução da obra do sistema de tratamento. 

 

É importante registrar a necessidade de atenção as Normas Técnicas NBR 7229/93, NBR 13969/97e NBR 8160/99 publicadas pela Associação de Normas Técnicas – ABNT, referentes a projeto, construção e operação de sistemas de tanques sépticos.

 

De acordo com a NBR 9648 (ABNT, 1986) sistema de esgotamento sanitário é o conjunto de condutos, instalações e equipamentos destinados a coletar, transportar, condicionar e encaminhar, somente esgoto sanitário, a uma disposição final
conveniente, de modo contínuo e higienicamente seguro. 
O tratamento descentralizado tem-se mostrado como uma alternativa ao tratamento das águas residuárias domésticas.

 

O efluente é tratado próximo ao local de geração, se mostrando como uma maneira sustentável de gerenciamento de esgotos domésticos, possibilitando a utilização do efluente na própria comunidade. Existem diversos sistemas de tratamento que, se construídos, operados e mantidos adequadamente, produzem efluente passível de utilização, reduzindo assim efeitos negativos para o meio ambiente e para a saúde pública (Massoud et al., 2009).

 

Foram instaladas unidades de tratamento de esgoto individual que atendam as seguintes características: tecnologia validada pelo mercado, com alta eficiência de tratamento, baixo custo operacional e de manutenção. Dentro desse contexto, foi selecionada 1 tecnologia de tratamentos de esgoto individual, tendo em vista os aspectos operacionais, eficiência, consumo energético, despesa de capital, avaliação do custo, despesas operacionais, frequência de manutenção, tipo de esgoto tratado, tipo de sistema, necessidade de unidade de pré-tratamento, área necessária para instalação da tecnologia, remoção de matéria orgânica, remoção do lodo, aspectos e controles ambientais e, também, exemplos de plantas.

 

A tecnologia selecionada é o Sistema Familiar de Esgoto – UNIFAM que apresentou o melhor custo-benefício para aplicação unifamiliar, que na localidade escolhida apresenta o maior quantitativo de beneficiários.

Esse sistema apresenta as seguintes características técnicas:

Ø Processo aeróbico, não gera odores

Ø Tecnologia com membranas de ultrafiltração: alta eficiência em remoção de matéria orgânica, sólidos suspensos e microrganismos

Ø Ocupa área reduzida em comparação aos outros sistemas aeróbicos

Ø Segurança operacional, o processo realizado com membranas é robusto, estável e automático, com instrumentação e análises que monitoram on-line todos os parâmetros impedindo o fornecimento de água fora dos padrões

 

O sistema UNIFAM tem capacidade para tratar até 800 litros/dia de esgoto doméstico, o quecorresponde a 4 a 5 usuários em cada habitação. O processo de tratamento é biológico aeróbio, o que proporciona uma eficiência superior a 90% na remoção de DBO e excelente qualidade do esgoto tratado no geral, atendendo todas as legislações brasileiras pertinentes e vigentes. 

As etapas do tratamento no sistema, são:

·     Gradeamento de sólidos

·     Aeração

·     Decantação

·     Operação/ Manutenção:

>>  Cada 60 dias: limpeza do filtro cesto na entrada do sistema aeração

>> Semestralmente: verificação do soprador, verificação da quantidade de lodo/remoção, coleta de
amostra para análise

 

Depois que o esgoto é tratado e clarificado ele é coletado em uma calha com vertedouro triangular que direciona para a saída do sistema. Através da degradação da matéria orgânica, ocorre o crescimento do lodo biológico e por isso o excedente
deve ser retirado periodicamente, para não sobrecarregar o decantador e não haver escape de sólidos.

 

Consorciado a essa tecnologia, é fundamental a instalação de caixa de gordura no tratamento preliminar da água e efluentes, tem a função de remover objetos maiores na água servida e excesso de graxas e gorduras que possam provocar problemas ao tratamento de água subsequente. Através da análise das ortofotos atualizadas da região foi verificado que as propriedades apresentam áreas disponíveis próximas as propriedades em média a uma distância de 15 metros das residências.

 

Dessa forma foi estimada a média de distância de 15 metros para dimensionamento da tubulação a ser instalada em cada unidade de tratamento de esgoto unifamiliar. Para instalação das unidades foi contratada empresa com máquina escavadeira para agilizar o processo de construção da vala necessária para a Unidade de Tratamento de Esgoto Unifamiliar e equipe para instalação da tubulação e adequações necessárias.Todo processo de instalação foi monitorado pela equipe do IBRAMAR.

 

Etapa em execução

Progresso
100%

Etapa 3.2 Monitoramento da Unidade de Tratamento de Esgoto Individual

Após a instalação da Unidade de Tratamento de esgoto individual foi realizado o monitoramento para verificação do funcionamento da estação e da eficiência do tratamento dos efluentes através de análises físico químicas da água para avaliação da redução de DBO acima de 90%.

Na visita de monitoramento foi realizado o acompanhamento da manutenção da unidade juntamente com o produtor rural, para realização de ajustes.

A manutenção dos equipamentos foi realizada pelos produtores rurais com suporte do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Linhares (SAAE) que tem como atividades principais a captação, o tratamento e a distribuição de água e a coleta e o tratamento de esgoto sanitário.

Foi feita comunicação com o órgão para solicitar apoio ao projeto no monitoramento e manutenção das unidades instaladas pelo projeto, e foi firmado compromisso para execução dessas atividades.


Etapa em execução

Progresso
100%